Pix ganha cada vez mais adeptos no Brasil

 O Pix, sistema de pagamento instantâneos criado pelo Banco Central do Brasil, já é usado em 86% dos pequenos negócios.


O Pix foi lançado em 2020 e é cada vez mais utilizado como meio de pagamento no comércio e serviços do país. O sistema criado pelo Banco Central foi rapidamente adoptado pela população, assinala a Agência Brasil.

Numa pesquisa realizada pelo Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – é revelado que o crescimento no número de pequenos estabelecimentos que aceitam esta forma de pagamento já atingiu os 86%. Entre as vantagens para as empresas, destaca-se a entrada de dinheiro na conta na hora e o fim das taxas geralmente cobradas por máquinas de cartões. 

Segundo o estudo, os 86% referidos representam um aumento de 9% em relação à pesquisa anterior feita em agosto de 2021, quando 77% já tinham aderido ao Pix. O aumento é justificado pelas vantagens que o sistema traz, como explica a especialista em capitalização e serviços financeiros do Sebrae, Cristina Araújo.

Na pesquisa efetuada, é possível observar também os setores que mais utilizam a modalidade. As academias de ginástica e os serviços de alimentação surgem na liderança, com 94% de utilização. Por outro lado, os serviços empresariais e de energia são os que menos aderiram, apesar de revelarem também índices altos, superando os 70%.

FONTEAgência Brasil

Scroll to Top